EDUCAÇÃO AMBIENTAL: DICA - O CULTIVO DE PLANTAS QUE MELHORAM A QUALIDADE DO AR

01/08/2011 18:00

 

        Você sabia que mesmo dentro casa não estamos a salvo da poluição do ar?

        Como os habitantes de países industrializados costumam passar de 80 a 90% do seu tempo em ambientes fechados, a poluição de interiores é considerada um dos maiores riscos do mundo à saúde pública. Mas existem algumas maneiras de minimizar o problema.

         Além de dar preferência  ao uso de tintas formuladas com matéria-prima natural, evitar produtos de limpeza que contenham compostos orgânicos voláteis (COV) e manter os dutos da ventilação ou do aquecimento bem limpos, você pode recorrer à ajuda de  plantas domésticas, pois existem algumas variedades que agem como purificadores naturais do ambiente.

         Elas não apenas convertem o dióxido de carbono em oxigênio, mas também removem da atmosfera elementos prejudiciais como o ozônio, o benzeno e o formaldeído.

         As plantas não servem apenas para decorar as divisões da casa. Mais do que isso, elas podem ajudar na sua saúde, filtrando as partículas perigosas que flutuam no ar.

         A capacidade de absorção dos poluentes é tão eficaz que até a agência espacial americana as estuda.

         Elizabete Monteiro, da florista Pequeno Jardim, em Lisboa, diz que "em cinco anos apenas uma ou duas pessoas perguntaram por plantas para limpar o ar". No Jardim das Rosas (Bairro Alto), Mariana Seixas esclarece que tem à venda esse tipo de plantas, mas não com o propósito de melhorar o ambiente das casas: "Nunca me perguntaram por elas."

         Apesar do desconhecimento geral, já há muito que se sabe que as plantas funcionam como filtros de ar, sendo bastantes úteis para tornar o ambiente dentro de casa mais saudável. A Agência Nacional da Aeronáutica e do Espaço dos EUA, a NASA, dedica-se ao estudo das propriedades de limpeza do ar das plantas e já descobriu pelo menos 29 variedades de plantas decorativas capazes de absorver a poluição.

         Existem inúmeras substâncias químicas dentro de casa libertadas pelas carpetes, pinturas, móveis, aparelhos de entretenimento... Em suma, os nossos organismos estão expostos diariamente a micro poluentes, uma vez que, em média, 90% do ar que respiramos provem de espaços fechados. Por isso é conveniente arejar a sua casa, ou local de trabalho, pelo menos dez minutos por dia. A introdução de plantas nesses espaços vai ajudar a melhorar a qualidade do ar ( e pode ser uma boa ajuda no Inverno, quando o tempo não permite o arejamento dos edifícios).

         Segundo João Vilhena, especialista em fisiologia vegetal, as plantas absorvem as partículas poluentes de várias maneiras: "Podem capta-las pelos estomas, que são pequenos poros nas plantas, por meio da fotossíntese. Algumas captam pelas raízes. Depende do local onde evoluem e da concentração de materiais no ar." Segundo o especialista, as plantas adaptam-se ao ar que as rodeia, por isso "algumas captam melhor certos metais pesados, por exemplo" e até há investigadores que estão a tentar aumentar o poder de absorção dessas plantas para servirem de "indicadores da qualidade do ar".

          Mas antes de começar a comprar plantas para tornar mais saudável o ambiente da sua casa, convém ver quais as que se adequam ao seu espaço. Por exemplo, se for fumador, uma dracena ou um clorofito são as opções certas. Caso seja um coleccionador de arte e tenha muitos quadros na sua casa, o conselho passa por decora-la com gerberas ou crisântemos. Se por outro lado for um maníaco pelas limpezas, os antúrios vão ajudar a manter o ar livre dos químicos dos detergentes. Mas não precisa de transformar a sua casa numa selva. Normalmente chega colocar uma por cada dez metros quadrados. Além disso, o excesso de plantas pode ter o efeito contrário ao pretendido, devido ao excesso de humidade.

          Por último, trate bem delas. Plante-as numa boa terra e espere uma semana para elas se adaptarem ao ambiente, altura em que começam a "despoluir". Depois é fazer a manutenção e limpar a planta para o filtro natural não "entupir".|

          Confira abaixo algumas dicas de espécies que podem melhorar a qualidade do ar da sua residência:

OBS: muita atenção - é importante orientar todos os moradores da residência sobre os cuidados de cada uma, inclusive, as crianças, pois, algumas espécimes são tóxicas e/ou venenosas se ingeridas.

 

Gérbera

Essa simpática flor é muito eficiente na remoção de tricloroetileno, substância cancerígena utilizada como solvente nos processos de lavagem a seco. Ela também pode ser usada para reduzir a concentração do benzeno, que pode aumentar os riscos de desenvolvimento de leucemia. Coloque um vaso dessa planta no seu quarto ou na sua lavanderia, desde que esses cômodos sejam bastante iluminados.

Clorofito

Ele sobrevive até aos donos mais relapsos. Também conhecido como gravatinha, o clorofito combate o benzeno, oformaldeído, o monóxido de carbono e o xileno, comum em solventes e outros produtos químicos.

Lírio da Paz

Tudo o que essa planta precisa para florescer é de um local com pouca ventilação e de uma boa sombra. De acordo com umestudo da Nasa, os lírios da paz são muito eficientes na eliminação dos três gases voláteis mais comuns – formaldeído, benzeno e tricloroetileno – e também combatem o tolueno, que quando inalado em pequenas quantidades pode causar cansaço, confusão mental, debilidade, perda da memória e náusea, e o xileno.

Dracena-de-Madagascar

Além de ser fácil de manter, a dracena pode ser utilizada para a remoção de tricloroetileno, xileno e formaldeído, substância que pode causar irritação dos olhos, nariz, garganta e pele. Pesquisas recentes relacionam a longa exposição a esse composto com o aumento da chance de desenvolvimento de esclerose múltipla.

Lírio-Amarelo

Ele absorve o monóxido de carbono, gás tóxico que pode provocar alteração na pressão sanguínea e sensação de sufocamento. É ideal para jardins, sacadas ou varandas.

Hera

Um estudo apontou que ela reduz a concentração de partículas de material fecal e de mofo no ar. O melhor local para manter essa planta é o quintal, mas lembre-se de colocá-la fora do alcance de crianças ou animais para evitar a ingestão acidental de suas folhas, que são tóxicas para o organismo.

Crisântemo

Sua mãe podia até não saber, mas aquelas flores coloridas que ela mantinha em casa tinham uma outra função além de decorar o ambiente. Elas são ótimas para eliminar o benzeno.

Azaléa

Ela é uma boa opção para combater o formaldeído de fontes como a madeira compensada ou espumas isolantes e também é ótima para camuflar o odor forte do amoníaco. Uma dica é colocar um vasinho com essa flor no seu banheiro.

Jiboia

Essa é outra planta poderosa contra o formaldeído.  Uma opção é manter a jiboia –também conhecida como hera-do-diabo – na sua garagem, ainda que ela for coberta. Essa espécie se mantém verde mesmo na ausência de luz.

Babosa

Ela ajuda e eliminar o formaldeído e o benzeno, mas essa não é a única vantagem de se ter uma babosa em casa. O gel encontrado dentro de suas folhas pode ser aproveitado para aliviar cortes e queimaduras e para tratamentos estéticos. Se sua cozinha for bem iluminada, escolha um cantinho próximo à janela para cultivar essa planta.

FONTES DE PESQUISA:

http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://2.bp.blogspot.com/_Fik5WcyjwJE/TAwlC2uk2LI/AAAAAAAAAFI/Kgv-8upee2g/s1600/jib%C3%B3ia.jpg&imgrefurl=http://eupossoajudarfazendominhaparte.blogspot.com/p/plantas-que-purificam-sua-casa.html&usg=__KTa2ufZqQv-YQI2kqrwzeAyuq5g=&h=400&w=259&sz=22&hl=pt-BR&start=4&zoom=1&um=1&itbs=1&tbnid=nKZE0sUsgsuekM:&tbnh=124&tbnw=80&prev=/images%3Fq%3Djib%25C3%25B3ia%2Bplanta%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26biw%3D1259%26bih%3D624%26tbm%3Disch&ei=CXc0TvvvBqLf0QGz14nlCw

 http://www.dn.pt/inicio/interior.aspx?content_id=1173507&page=-1

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!